Grande exposição ao sol de verão pode levar à perda da visão mais tarde

Grande exposição ao sol de verão pode levar à perda da visão mais tarde

Passar muito tempo ao ar livre, sob o sol de verão, pode elevar o risco de uma doença que gere a diminuição da visão mais tardiamente na vida. É o que diz um estudo recente publicado nos Estados Unidos, por ocasião do verão do hemisfério norte.

Investigadores verificaram que pessoas que passaram muito tempo ao sol de verão, durante sua adolescência, têm uma probabilidade duas vezes maior de desenvolver uma forma precoce de Degeneração Macular Relacionada com a Idade, do que aqueles que ficaram fora do sol. Porém, o estudo também sugere que medidas protetoras, como usar um chapéu e óculos de sol, podem reduzir dramaticamente alguns desses riscos relacionados ao sol.

A Degeneração Macular Relacionada com a Idade é a principal causa de perda da visão em pessoas mais velhas e alguns tratamentos estão disponíveis para a doença. A condição conduz a um crescimento anormal de vasos sanguíneos e depósitos opacos na retina. A causa precisa da doença é desconhecida, mas acredita-se que exista uma combinação de fatores genéticos e ambientais, que tomam parte no surgimento do problema.

No estudo, investigadores observaram a associação entre a exposição à luz solar e o risco de Degeneração Macular Relacionada com a Idade entre um grande grupo de adultos com idades de 43 a 86 anos. Essas pessoas foram examinadas primeiramente entre 1988 e 1990. Os resultados foram publicados na revista The Archives of Ophthalmology. Os pesquisadores verificaram que aquelas que permaneceram por mais de cinco horas por dia no sol de verão em sua adolescência, ao redor de seus trinta anos e depois dos 40 anos, apresentaram duas vezes maior probabilidade de desenvolver a Degeneração Macular Relacionada com a Idade, comparadas com aquelas que informaram terem permanecido por menos de duas horas por dia sob a luz solar durante o mesmo período.

Fonte: Arch Ophthalmol. 2004 May;122(5):750-7.

* Muito importante: Apenas seu oftalmologista pode avaliar com precisão seu caso clínico em particular.
Clique aqui para agendar uma consulta ou ligue: (12) 3832.3567