Saiba como cuidar melhor dos olhos

Saiba como cuidar melhor dos olhos

Líquidos

  • Apesar dos efeitos benéficos do leite materno – substitui antibióticos, antiinflamatórios e cicatrizantes, eliminando secreções e combatendo a conjuntivite – pode ser prejudicial aplicá-lo no olho de um bebê, como pregam algumas simpatias, pela possível transmissão de infecção e microorganismos nocivos. Se tiver doenças como hepatite, conjuntivite ou Aids, uma lactante pode transmiti-las à criança, fazendo do olho uma porta de entrada de doenças. Pingar limão, água boricada ou chás nos olhos pode irritá-los e até infeccioná-los (soro, água mineral ou filtrada estão liberados). Já o uso constante de colírios vasoconstritores pode causar dependência. Prefira colírios lubrificadores ou umidificadores.

Luz

  • Evite longas exposições à luz solar sem óculos escuros. Além de proteger contra os raios nocivos do sol, o acessório auxilia a prevenção contra doenças como degeneração macular, pterígio e catarata. Entretanto, a luz irradiada pela TV ou pelo computador não gera doença ocular, mas a longa exposição pode dar dor de cabeça e deixar a vista cansada. O estado de alerta que esses aparelhos produzem faz com que a pessoa pisque menos, o que causa ardência pela baixa lubrificação nos olhos. Assistir à TV no escuro não prejudica os olhos, mas uma iluminação mais suave evita o contraste intenso entre a luminosidade do ambiente e o brilho da televisão. Óculos genéricos servem em uma urgência, porém seu uso prolongado pode ocasionar dores de cabeça e vermelhidão nos olhos.

Irritação

  • Evite esfregar os olhos, pois, além de irritar a região, o ato de coçar pode romper pequenos vasos na parte branca do olho, provocando o surgimento de pequenas linhas vermelhas – em alguns casos pode até danificar a córnea. Fezes de animais de estimação, como a do gato, podem transmitir toxoplasmose, doença que pode cegar. Maior atenção deve ser dada às crianças, que devem evitar colocar a mão na boca e coçar os olhos depois de brincar com os bichos.

Curiosidades

  • O efeito do olho vermelho em fotografias é causado pelo reflexo do flash no sangue que irriga a retina. A luz penetra pela pupila, que geralmente está bem aberta porque o ambiente está escuro, e reflete o vermelho dos vasos no fundo do olho.
  • Uma simples lágrima possui três camadas, cada uma com uma função específica: a mucina recobre a córnea e é uma espécie de muco que protege contra poeiras e sujeira. A segunda é a aquosa, que alimenta a córnea com nutrientes e protege os olhos de infecções. A terceira, a lipídica, produz uma óleo que impede que as outras camadas evaporem.
  • Ler no carro, no metrô ou no ônibus não prejudica a vista. No máximo, pode cansar os olhos, pois a pessoa precisa fazer um esforço maior para conseguir focalizar a palavra – mas esse efeito é momentâneo e sem conseqüências.

* Muito importante: Apenas seu oftalmologista pode avaliar com precisão seu caso clínico em particular.
Clique aqui para agendar uma consulta ou ligue: (12) 3832.3567